26 maio 2010

Stairway To Heaven - Led Zeppelin


A minha almofada é um anjo azul

O meu cérebro reconheceu a verdade
E voltou a sonhar
Inundou meu quarto de todas as cores possíveis
E impossíveis.

Voei em extase
por vales com cheiro
a morangos silvestes...

Subi montanhas turquesa
e detive-me no topo
onde uma orquestra tocava
"Stairway to Heaven"...

Roubei a "Lady"
à melodia...
e subindo a escadaria
que me levou ao céu
transformei-me
no flautista e mudei
a letra à canção...
..........................
fazendo-te acreditar
que nem tudo que brilha
é ouro
mas sim diamante...

E quando acordei
abraçado
a uma almofada azul...
pensei
por breves instantes
que tinha um anjo
nos meus braços.

Voltei à realidade
mas o meu Mundo...
acreditem...
ficou menos cinzento.

                                                                   afonso rocha

14 comentários:

_Sentido!... disse...

Que sublimidade!!!

Poema/som!...
Sabes deste meu mau hábito de me deixar enrolar nas palavras dos "outros"...
Que Poeta fantástico estás a revelar-te!...
Passei a correr...
Vou saír para trabalhar, e vou emocionada..., não encontro palavras para te comentar!
... talvez quando voltar...!

Deixo-te o meu beijo!
Adorei ler-te!
... e ouvir-te!

Parabéns, Poeta!

Lídia Borges disse...

Um viajar colorido através do sonho... Também gosto!

L.B.

Memória de Elefante disse...

Mas se acreditarmos numa luz que mora lá no fundo, dentro da gente, voltamos a sonhar ao som desta bela canção!

Um beijo

Felina Mulher disse...

Lindo,talvez seja muito pouco para palavras e vídeo tão belos.
Um beijo,

Felina Mulher disse...

Esqueci de comentar...deixei um beijo depositado nesta almofada azul...encontraste?

Laís Bratfisch disse...

Led é o cara :)
Pura inspiração.

Felina Mulher disse...

As flores chegaram lindas e viçosas.

Um beijo no teu coração.

tigusto disse...

Stairway To Heaven leva-me sempre a um sonho que lá por ser sonho não deixa de colorir o meu mundo cinzento... menos cinzento depois de um qualquer sonho comandar algo na minha vida, como diria o poeta!
Obrigado por este momento e parabéns por esta sentida escrita.
Vamos lá ver se este comentário fica como sendo do tigusto... É que o Jlemos c´est moi!!:-)
Abraço!
http://dequasetudoequasenada.blogspot.com/

MeuSom disse...

"Roubei a "Lady"
à melodia...
e subindo a escadaria
que me levou ao céu
transformei-me
no flautista e mudei
a letra à canção...
................
E quando acordei
abraçado
a uma almofada azul...
pensei
por breves instantes
que tinha um anjo
nos meus braços."

UM ACTO DE AMOR!!!
... foi o que desenhaste na tela deste poema, cheio de cheiros e cores!
Lindissimo!
Bjin :)

Sarah Slowaska disse...

Os teus posts são uma competição entre as imagens que crias e aquelas que ilustram os teus escritos. Ambas ofuscam nos meus olhos, como que tentando chamar a minha atenção.
São lindas todas elas: as que buscas, as que crias e as que criamos ao admirar o que nasce de ti.

Beijinho Afonso :*

Sil.. disse...

E não é que ficou menos cinzento mesmo?

Um abraço grande Afonso. Meu amigo poeta, e querido!

afonso rocha disse...

-Sentido.....
Assim não vale...
tou a ver desfocado...
tuas palavras me emocionam...
beijo...

Lídia...
Viajar...SEMPRE!
Nem que seja através do sonho...
...e é mais económico! Beijo

Angela...
É sempre um prazer ter a tua
visita amiga...beijinho

Felina...
Obrigado..
pelo beijo! Encomtrei-o sim...
e o coloquei junto ao coração...
Retribuo outro...

Laís...
Obrigado pela tua visita.
É mesmo...o (um)cara!!!!
Beijo menina....

Tigusto...
Prazer rapaz...
Que te esperem...sempre
dias coloridos no teu
Mundo!!! Abraço

Meu som...
Obrigado...
Será que estou apaixonado???
Jinhos

Sarita...
Que elogio, menina...
Até fiquei cor de rubi!!!!
Fico feliz, por gostares.
Sei que tens um selinho...
já o vou roubar...
Jinho

Sill...
És tão querida!!! Obrigado!!!!
Adoro a boa vibração que
emanas!!!!!
Ainda bem que contribuí para o
esbatimento do cinzentão!!!
Beijo grande

Jean Valjean disse...

Sim, sim, sim! Que viagem exterior não conduz à grande e mais importante viagem da vida, que é a interior? O que era cinzento fica então colorido; o que era sem sentido passa a tê-lo; o que não se entendia torna-se surto epifânico. O filho pródigo volta ao mesmo lugar, mas ele é outro.
Eis aí o encontro do verdadeiro Eldorado!
Saudações efusivas!

afonso rocha disse...

Gostei dessa do surto epifânico...
Escreves muito bem...
aprendeste com a Cô?????
eheheh...ou com a Sarah? (novamente eheheh)
elas...que respondam...
Abração Jean