23 maio 2010

Eu sei que vou te amar - Bebo Valdés e Diego (el Cigala)



ENVIARAM-ME este lindo poema...


Tuas mãos suaves em minha pele macia...
Que arrepiam cada centímetro...

Que clamam por prazeres desconhecidos...
Tuas mãos cheias de segredos...

Que moldam este corpo que se entrega...
Cheio de desejo, cheio de vontades e de sentidos…

Tuas mãos são melodias
que cantam as rimas das curvas do meu corpo,
E que por ele seguem as linha feitas de sensações,

Soltando versos nos gemidos que me provocas…
Tuas mãos são sentidas num abraço,

No toque suave nos lábios,
Nos seios que clamam por mais…

Nos olhares que trocamos…
Tuas mãos são como afago
em cada poema escrito por ti na minha pele,

Momento infinito pintado com as cores da paixão…
Mãos tuas sentidas ....

E por mim imaginadas…


...e a MINHA RESPOSTA...

Dormiam...
dois corpos
num corpo nu
Tocaram-se
os dedos
e entrelaçados
amaram-se...

Em mim
acordaste tu
e em ti
a sombra
desconhecida
de como sou
assim...

E nas voltas da cama
ardemos de mais
à espera
de um porto
e de um cais...
 
                                                                        afonso rocha

13 comentários:

Lídia Borges disse...

Um diálogo interessante, este das palavras. Já dos corpos, nada direi.

L.B.

Felina Mulher disse...

Uauuuuu!!!Miauuuuu...o mais não digo!

Felina Mulher disse...

Uauuu...miauuuuu...o mais não digo!

afonso rocha disse...

Lídia...
Obrigado pela visita. És sempre bem vinda!
Nada dirás dos corpos...
...tá bem...como queiras...
Jinho pa ti

Felina!!!!!!!!!!
Dose dupla????

Sarah Slowaska disse...

Apesar de terem sido escritos por pessoas diferentes, em momentos distintos, as palavras se encaixam, transformando-os numa só obra digna de ser lida e relida vezes e vezes sem conta.

Um beijo! (;

afonso rocha disse...

Sarah
Obrigado. Dito por ti, é um enorme elogio...
...Adorava que não fossem só as palavras que encaixassem...mas...
o tempo o dirá...
Cruza os dedos...por MIM.
Para que aconteça...
jinho mestrina
...do teu aluno
afonso

Delirius disse...

Dois poemas lindissimos!!
E sem desprimor para quem escreveu o primeiro, gostei particularmente do teu!
Deve ser muito bom ter um sonho assim!
É claro que esse barco encontrará o seu porto!
Igualmente linda a musica escolhida!
Parabéns!
Um beijo.

afonso rocha disse...

Delirius....
Eu gostei mais do outro...
porque me foi dedicado....
e ainda me falta tanto para começar a escrevinhar qualquer coisa...
Quanto ao barco...estou a repará-lo...depois logo se vê!
Beijinho gande!!!!

jlemos disse...

Sorte e saber para receber um poema assim! Mas com respostas destas... muitos poemas irás receber!
Abraço!

afonso rocha disse...

Jlemos
Obrigado pela visita à minha cabana...

Desde que não entupam o servidor, venham eles (os poemas).
Beijinho

Sil.. disse...

Afonsooo, coisa feiaaaaa ir no meu blog dizer que ouviu Elis ao vivo hehehehehe. Me matouuuuu de invejaaaaaaa. Amo Elis, amo.
Belo texto como sempre meu amigo.
Aliás, parabéns tbm pelo texto em conjunto "A força do acaso". Postei no blog da Juci (Super querida), ficou lindoooooooo!
Um abraço!

tigusto disse...

Por que será que o meu comentário aqui ficou com jlemos?!!
O jlemos é o tigusto!! Ou será o contrário?!!
A informática e eu temos destas guerras...
Abraço!

afonso rocha disse...

Sill....
Oooooohhhhhhhh SIIL!!!
Que simpatia a tua...
Obrigado...e beijo grande...

Tigusto...
EHEHEHehehhhhhhh....
Enganaste-me!!!! Deves-me uma
cervejola!!!! Pensava que jlemos
era de uma amiga que se chama
Joana Lemos...
Retiro o "beijinho" e coloco um
"Abração"...eheheh...e melhoras
para a tua "informática"!