04 dezembro 2010

SONHO - Poema de Afonso Rocha / Música-Video - Letter From The Space -Tinavie by maximchelak


Recomendação: Devido à lentidão do download aconselho a visionar
desde o inicio, quando a barra estiver + - a 1/4 e assim acabar com os soluços.

SONHO

Vejo-te do espaço
no teu espaço
espaço de mim

Defino o teu mapa
Nossa dimensão diminuta

Quero voar
mas o medo
cega-me
desta visão
avassaladoramente
instável...

Vejo-te do espaço
no meu espaço
espaço de ti

Defino o nosso mapa
preciso e claro

Deixo-me ficar
em órbitra
cega
com a visão
de minhas próprias
mãos...

Meu corpo plana
entre meteoritos
e lixo espacial

Ouço murmureos
de extra-terrestres...

No teu espaço
              espaço de mim
              o teu mapa
No meu espaço
              espaço de ti
              o nosso mapa 

                                                                    afonso rocha      

6 comentários:

luís ene disse...

Gostei do jogo com a palavra espaço e suas mutações.
viajei
no meu espaço
espaço de ti
espaço de mim
no teu espaço

muito musical.
abraço

Cristiane disse...

Meu amigo, eu ainda não te seguia por este blog! Que bela poesia! O sonho pelo próprio espaço...e do outro! Boa semana.

Graça Pires disse...

Gostei muito do vídeo.
O poema é muito belo "Quero voar
mas o medo cega-me"
O fascínio inquietante de ter asas...
Beijos.

Valdenice disse...

Bom estar no seu espaço, sabendo que está também no meu espaço...
é indefinível o sentimento de saber que estou no seu espaço.
O sonho só começou...e os espaços estão a se estreitar à cada dia...
Dias, segundos e minutos contados à dedos...
Beijinho.

BARBARA disse...

dentro de teu espaço
faço um espaço para mim
soluço de tempo
que verdeja na espera
por entre murmurios
de...
um tempo anunciado
esperas,
espaços,
olhares,
campos neutros
de sentimentos
mas....
detenho-me nas letras
que dançam
e fazem um olhar
brilhar....
Abraço Afonso...gosto de passar e ficar vadiando nas tuas letras..

© Piedade Araújo Sol disse...

gostei do poema

no meu espaço

no teu espaço

e os vários trocadilhos

beij