26 julho 2010

Passion by Cheeky Missy



Amor ou Paixão

As águas cálidas do Mediterrâneo
me abraçaram em tarde nua...
O cheiro do teu sexo
me abrasou sem uma brisa leve
em cenário paradisíaco
Com cheiros de tomilho...
salva e alecrim me seduziste
num êxtase almiscarado
e afrodisíaco me prendeste
Colaste minha pele à tua
com pétalas de rosa
e seiva saída de nossas bocas.
E assim ficámos... a olhar a Lua
extenuados por breves instantes
Qual cenário das mil e uma noites
Qual ânfora de néctar inebriante
Nada…mas mesmo nada se compara
a ti... amada ninfa...
cuja beleza indiscritível,
assexuada… me coloca a teus pés
como humilde servo.
Trazei as taças
E que nossas línguas
se envolvam até ficarmos ébrios
de paixão uma vez mais...
até ao nascer do Sol...
Somos Mar, somos Lua água de Fogo
pérolas de seda ao amanhecer.

Perdoai-me Senhor que a carne é fraca...
E vós… amigos deste meu Mundo
peço-vos... indulgenciai-me...
sou um ser imperfeito
à procura de paz e serenidade...
................................

                                                                  afonso rocha


 

8 comentários:

tigusto disse...

Senhor não sou mas, por mim, estás perdoado!
Abraço!
http://dequasetudoequasenada.blogspot.com/

Fátima disse...

Perdoado está, desde que esta ninfa, não seja tão ninfa..rs

Beijo meu

OutrosEncantos disse...

Olha alí mesmo ao lado..., aquela jaguar, serenamente te olhando..., pacientemente esperando a resposta...
... - Moço, quem é afinal essa ninfa?!.... rss

Pois... é um amor apaixonado!
E é bem melhor assim, do que só amor ou só paixão. É um usufruir no limite! E é muito bom, um sentir assim!

Muito lindo o teu poema!
Beijos.

Lídia Borges disse...

Nada é imperfeito no esplendor deste poema...

L.B.

Luís Coelho disse...

Bom dia
Passei por aqui e gostei muito do que li e voltarei mais vezes, pois aqui sente-se uma magia suave que lentamente nos abraça.
Vou seguir-te

OutrosEncantos disse...

Bom dia Respirar!...

Sim, far-te-ei também essa tua vontade, publicarei esse poema tal qual está, esse que gostaste muito.
Mas antes mostrar-te-ei o texto que o originou, perceberás porque o coloquei em imagem.
És querido e muito mimalho, obrigada pelo carinho lá nos meus cantos.
Beijos!

Memória de Elefante disse...

O amor exige, mais que tudo, que se inventem certos pequenos rituais até inconscientes, para que não nos sufoque a poeira desse cotidiano com sua inevitável banalidade.

Vim retribuir a visita e encontro este belo poema!

Um beijo

Ju Oliveira disse...

Extremamente profundo e apaixonado este poema... adorei. Pouco mais resta para dizer depois de tão bela expressão de amor.

beijinho*